Menu

    Pedro Henrique e Fernando

    Vozes e repertório inconfundíveis. Em meio a tanta dupla sertaneja, Pedro Henrique e Fernando se destacam pelo bom humor nas letras das músicas e o tom grave na hora de cantar. São deles as divertidas "Afoga o Ganso", "Vou lhe usar" e "Bonito e Gostosão", que ganhou o primeiro clipe da dupla e foi visto mais de três milhões de vezes no YouTube. Iniciaram a carreira em janeiro 2006, dias depois de serem apresentados por um amigo em comum na pequena cidade de Paranaíta, no estado do Mato Grosso. Nascido em Goiânia, no estado de Goiás, Fernando tinha ido apenas acompanhar a mudança da mãe no município. Não tinha planos de ficar até ouvir o pedido de Pedro Henrique: "fica e vamos formar uma dupla".

    Com agenda lotada de shows – foram 130 em 2012 –, a dupla mais irreverente do Brasil já um sucesso nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Minas Gerais, Goiás e interior paulista. Mas, o começo não foi fácil. Durante um ano, Pedro Henrique e Fernando se apresentavam todos os fins de semana em dois restaurantes de Paranaíta em troca de cachês iniciais de R$ 50 (e que chegaram a R$ 150). O repertório também era mais conservador: os amigos cantavam os sucessos de outros artistas da música sertaneja, como Chitãozinho e Xororó, Bruno e Marrone e Milionário e José Rico. Durante o dia, Pedro Henrique dividia seu tempo entre o emprego na Prefeitura da cidade e uma lojinha de "muamba", como ele gosta de dizer. Fernando trabalhava no escritório de uma madeireira

    A primeira tentativa de transformar o sonho da música em profissão foi frustrada. No início de 2007, a dupla foi convidada por um suposto empresário com a promessa de estourarem na capital mato-grossense. Sem conhecer ninguém em Cuiabá, a dupla foi obrigada a morar na casa de parentes do empresário e não viu a cor do dinheiro dos shows que foram feitos. "Ele dizia que a gente tinha dívida com a moradia e comida e pegava todo o dinheiro", lembra Pedro Henrique que seis meses depois estava junto com o parceiro de volta à Paranaíta, tocando nos dois restaurantes onde começaram a carreira.

    "Eu vou para onde você for". Foi essa a resposta de Fernando quando Pedro Henrique perguntou se ele topava juntar dinheiro e, mais uma vez, voltar para Cuiabá para tentar o sucesso. Em três meses conseguiram R$ 1.200 e entraram no ônibus. Lá, os cachês pelas apresentações em barzinhos e algumas festas ainda eram pequenos. Para se tornarem populares e, de quebra, conseguirem pagar as contas, produziam CDs piratas com suas primeiras músicas.

    Foi nessa época que Pedro Henrique e Fernando perceberam que tinham que investir em músicas com as quais se identificassem. "Incomodava cantar coisas que não eram nossa cara. Somos bem humorados e bagunceiros. Aí que decidimos brincar mais, criar músicas mais divertidas", conta Pedro Henrique. A brincadeira deu certo e Pedro Henrique e Fernando são os únicos artistas sertanejos do gênero, muitas vezes intitulados como "Mamonas Assassinas de bota e chapéu". A comparação não incomoda, mas traz muita responsabilidade. "Os Mamonas foram grandes artistas e ainda são referência. Ficamos honrados com a comparação, mas fazemos o nosso trabalho".

    Com o atual empresário, em 2010, a dupla gravou o primeiro CD, chamado "Ao Vivo Sem Cortes". Das 17 faixas, merecem destaque "Tô mais bonito" e "Larga esse whisky", música que em que eles pedem para que a mulher largue todo o luxo em troca de um amor que vive de pão com mortadela e paga aluguel. Ao lado de "Cowboy Reciclado e "Open Bar", que fazem parte do segundo CD da carreira, foram elas que apresentaram a dupla ao grande público. "Afoga o Ganso" é o divisor de águas. "Ouvi essa música no Paraná, na versão dance.Adaptamos para o ritmo sertanejo". A canção de rima fácil (Ele toma banho quente/Usa sua pasta de dente/ Você se sente chifrado/ Foi pelo Ricardo amado) caiu no gosto popular e virou mania no centro-oeste do Brasil e ganhou até um clipe, interpretado pela própria dupla.

    Meses depois de lançarem o segundo CD da carreira, Pedro Henrique e Fernando subiram no palco para gravar o primeiro DVD da carreira para um público de 25 mil pessoas, em Cuiabá. O dia eles lembram bem: 11 de julho de 2011. "To mais bonito" abre e encerra o trabalho. São 23 faixas e o divertido quadro "Miliorico e Josenario", em que os artistas homenageiam as "gargantas de ouro da música sertaneja". Travestidos como seus ídolos, eles interpretam "Estrada da Vida", "Vontade Dividida", entre outras. Agora, a dupla se prepara para a gravar o segundo DVD da trajetória, previsto para julho deste ano.


    Por Cristiane Bonfim

    Veja o site oficial